Normalmente vinculamos a palavra ‘excitado’ ao desejo sexual. Nenhum problema com isso, pois o que distingue um relacionamento entre casais, de um relacionamento entre amigos é justamente a libido, num delicioso encontro sexual.

O problema é quando não vivemos excitados. Quando a vida passa por nós, com uma mornidão de dar sono. Diferente do sono após um orgasmo, este tem sensação de plenitude.Continue reading

Quando fazemos um projeto de vida ou planos para a vida, olhamos para o futuro imaginando estarmos num pico bem alto. Esta imagem metafórica, mostraria que atingimos nossos objetivos e vencemos. Mas a vida está mais para uma cordilheira, do que apenas o alto de uma montanha, pois o que encontramos de fato é uma série de montanhas menores, vales com vegetações variadas e temperaturas oscilantes.Continue reading

Você conhece a lenda de Narciso? Ela vem da mitologia grega e conta a história de um jovem tão belo, que quando viu sua imagem refletida no espelho do lago, apaixonou-se por si mesmo e permaneceu ali imóvel, até a morte.

Dramático?

Sim, dramático e real! A personalidade narcisista apaixona-se pelo “espelho” e transita ao nosso lado como “amigo”, colega de trabalho, familiar…Continue reading

 Desculpem-me os mais sensíveis, mas às vezes é preciso usar certas palavras chulas para uma ênfase necessária.

Atualmente, ao invés de gerarmos pessoas mais inteligentes emocionalmente, em função da abertura ao diálogo entre adulto e criança (mais difícil nas gerações anteriores onde havia a tal ‘conversa de adulto’ e que criança não participava) estamos gerando pessoas frágeis, derrotistas e pouco persistentes.Continue reading

Adorei este vídeo!! “Envelhecemos como vivemos!”

Sim, isto é comprovado pela gerontologia!

É muito comum ouvirmos comentários que a vovó ficou “assanhada” e o vovô “cabeça dura”. Na realidade sempre foram assim. Isso mesmo! Na vida adulta, a autocensura mascarava a verdadeira vovó e o verdadeiro vovô.Continue reading

Muitas vezes quando acordo, num daqueles dias rotineiros, começo a cantarolar a música ‘Cotidiano’ de Chico Buarque:  “Todo dia ela faz tudo sempre igual …”

Ao som da letra e ritmo, rio de mim mesma e na toada monótona, vou repetindo a rotina que gradativamente vai se compondo de  higiene pessoal … alimentação … organização da casa …organização laboral …

Continue reading

“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;

mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.

Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração”

(Bíblia Sagrada)

Image

“Tesouro acumulado na terra”

Nas minhas andanças cotidianas me deparo com construções como esta.

Num olhar mais atento … podemos identificar alguns traços de uma residência de alto padrão, mas que foi consumida pelo tempo.

Continue reading

Ampulheta

Tempo … por mais que queiramos não podemos esticá-lo além das 24 horas; não podemos negar os 365 dias que nos deixam mais velhos; não podemos suprimir o que não gostaríamos de lembrar!

Acredito que a melhor solução é tê-lo como aliado e aprender a distinguir aquilo que é importante daquilo que é circunstancial. Algumas dicas para esta distinção:

 

  •       Coisas importantes tem prazo definido (horas, dias, semanas, meses …)
  •       Essas atividades são sob medida, pode ser importante para você e não para o outro
  •       Elas proporcionam prazer ao serem executadas
  •       Trazem algum tipo de resultado positivo a curto, médio e longo prazo

Continue reading