Você conhece a lenda de Narciso? Ela vem da mitologia grega e conta a história de um jovem tão belo, que quando viu sua imagem refletida no espelho do lago, apaixonou-se por si mesmo e permaneceu ali imóvel, até a morte.

Dramático?

Sim, dramático e real! A personalidade narcisista apaixona-se pelo “espelho” e transita ao nosso lado como “amigo”, colega de trabalho, familiar…Continue reading

 Desculpem-me os mais sensíveis, mas às vezes é preciso usar certas palavras chulas para uma ênfase necessária.

Atualmente, ao invés de gerarmos pessoas mais inteligentes emocionalmente, em função da abertura ao diálogo entre adulto e criança (mais difícil nas gerações anteriores onde havia a tal ‘conversa de adulto’ e que criança não participava) estamos gerando pessoas frágeis, derrotistas e pouco persistentes.Continue reading

Adorei este vídeo!! “Envelhecemos como vivemos!”

Sim, isto é comprovado pela gerontologia!

É muito comum ouvirmos comentários que a vovó ficou “assanhada” e o vovô “cabeça dura”. Na realidade sempre foram assim. Isso mesmo! Na vida adulta, a autocensura mascarava a verdadeira vovó e o verdadeiro vovô.Continue reading

formiga atomica

No início da minha vida adulta, lá pelos 20 e poucos anos, ganhei o apelido de “Formiga Atômica”. Lembra-se do desenho animado criado por Hanna-Barbera? Então …essa foi a inspiração para o apelido. Às vezes me sentia assim mesmo, entusiasmada com a vida, fazendo movimentos que mostravam empenho, agilidade, dedicação, disciplina e apesar do meu tamanho (tenho 1,52 m) estava fazendo a diferença na sociedade.Continue reading

Sim, ele existe e não precisa se mostrar tão radical como no livro O Médico e o Monstro: O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde –  livro de ficção científica do autor escocês Robert Louis Stevenson de 1886. Este “monstro” é alimentado por um sentimento nada nobre, mas muito humano: a raiva. É ela que está na base de todo o comportamento que imprime uma força negativa em direção ao outro. Pode ser o tal “olhar fuzilador”, uma palavra de desdém, um beliscão ou mesmo uma vingança, minuciosamente planejada. A raiva é uma emoção humana, onde ocorre uma inundação de substâncias bioquímicas no sistema límbico, que faz parte do funcionamento cerebral.  Esta resposta é instintiva, pois ativa nosso mecanismo de defesa e é mais rápida em termos de funcionamento, do que o córtex cerebral, onde habita a razão. Continue reading

Do ponto de vista biológico, a pele é uma membrana podendo ser do tipo:

  • impermeável  (não permite que nada entre)
  • semipermeável (permite a entrada de algumas substâncias)
  • permeável  (permite a entrada e saída de ar, água e outras substâncias).

De  forma análoga, verificamos que também existem três tipos de “pele emocional”.

images

Qual seu tipo de “pele emocional”?

Algumas pessoas são tão rígidas com suas cognições, idéias, pontos de vista que apresentam uma “pele emocional” impermeável. Nas suas relações só prevalecem suas necessidades e a palavra flexibilidade não existe em seu dicionário. Quando aquilo que vem de fora, não está em sintonia com o que pensam, elas não permitem que entre.Continue reading

mundo dentro da garrafaVocê já teve esta sensação? Parece que seu corpo não consegue abarcar todo o conteúdo do seu ser? Você se agita, anda de lá pra cá, pensa em mil coisas, esquece de respirar e não importa o que faça esta sensação não muda? Imagine alguém horas assim, dias, semanas. O que esperar? Cansaço, exaustão. O que fazer? Tentar entender. Então … na busca por tentar entender, veio a explicação: – Somos três em um. Um só corpo, mas com um ser dividido em três partes: corpo, mente e espírito. E é justamente quando a mente ou o espírito estão muito expandidos, que sentimos que estamos apertados dentro do corpo. Esta distinção entre as partes é importante, pois se desconhecemos, podemos querer colocar limite na parte errada. Continue reading