Uma vida excitada é saudável sim

Normalmente vinculamos a palavra ‘excitado’ ao desejo sexual. Nenhum problema com isso, pois o que distingue um relacionamento entre casais, de um relacionamento entre amigos é justamente a libido, num delicioso encontro sexual.

O problema é quando não vivemos excitados. Quando a vida passa por nós, com uma mornidão de dar sono. Diferente do sono após um orgasmo, este tem sensação de plenitude.

Para escaparmos da mornidão, que até mantém relacionamentos mas não necessariamente com a qualidade que ele merece, precisamos nos excitar diariamente, sorvendo a vida ao redor.

Um dos sinônimos para excitação é o entusiasmo, que é um tom emocional alto onde a pessoa de forma determinada, maneja suas emoções de tom mais baixo como raiva, medo e tristeza.

Conclusão: se aprendemos a nos excitar, nos entusiasmar com momentos cotidianos, mesmo que ocorram situações frustrantes, rapidamente nos recuperamos, num jogo de ganha-ganha.

Foto: Graziela Mascarello

O que excita você?

  • O pôr do sol compondo uma paisagem bucólica ou urbana?
  • O mar com seu cheiro e barulho característico?
  • Ver crianças brincando desafiando seus medos e rindo por pequenas coisas?
  • Acompanhar o desabrochar das flores com seus muitos botões e cores?
  • O ronco da motocicleta e o vento trazendo sensação de liberdade?
  • A mesa cheia de amigos rindo da vida e saboreando o alimento?
  • Olhar para um projeto concluído com a sensação de missão mais que cumprida?
  • O perfume da pessoa amada?

Foto: Graziela Mascarello

Acredite, quando você identificar no seu dia a dia pequenas, médias e grandes coisas que excitam você, tenha certeza que sua noite entre lençóis também será uma noite excitante.

Viver o AGORA naquele que é o instante presente, é a única maneira de viver uma vida excitada. O tempo presente oferece texturas, aromas, paladares, sons e visões excitantes. Basta você se conectar com este que é o presente da vida, o AGORA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *